Matriz 20 anos - Edmundo Correa 40 anos em cena - contribua com essa história

Matriz 20 anos - Edmundo Correa 40 anos em cena - contribua com essa história
 Artes Integradas    Belo Horizonte - MG  

Vamos ajudar a financiar parte dos custos de manutenção e da realização dos 20 anos do Matriz Casa Cultural!

Edmundo Correa


R$ 52.145,38
110% de R$ 47.500 necessários

655
pessoas já apoiaram esse projeto!
Período de arrecadação encerrado
Ver recompensas

Sobre o Projeto




Inaugurada em 2000, a Casa Cultural Matriz, localizada no térreo do Edifício JK, há 20 anos é a residência fixa para a arte independente e alternativa de Belo Horizonte. A intensa programação de 2020 foi suspensa com a chegada da pandemia no Brasil.


Seguindo a filosofia da casa, sempre em apoio e valorização ao trabalho dos artistas independentes, esta campanha de financiamento coletivo busca viabilizar os custos operacionais da Casa Cultural Matriz pelos próximos meses de isolamento e realizar o festival on-line “20 Anos de Matriz”, marcado inicialmente para setembro, com artistas locais, celebrando os 20 anos do espaço.

 

A CASA CULTURAL MATRIZ


Fundada em 2000, cenário de vários filmes, a Matriz é uma galeria das novidades e dos encontros das linguagens, na cidade de Belo Horizonte. Voltada ao artista independente, a Matriz absorve, há duas décadas, a cena criativa da cidade e seu entorno.


Festivais e mostras, música autoral, exposições de artistas plásticos, teatro, dança, exibição de filmes, performances e lançamentos de livros, são as principais manifestações culturais promovidas na Casa Cultural Matriz que se tornou um celeiro de ideias, um ponto de encontro da diversidade e do novo.


Por duas décadas, Edmundo e Andrea Correa mantém a Casa Cultura Matriz como espaço plural, democrático e livre à expressão artística, resistindo à toda pressão do mercado. Esta campanha é também o reconhecimento pelo trabalho destes dois grandes produtores culturais, em defesa da cultura, da arte e da livre expressão.

 

Leia também:


Casa de shows de BH vê esperança de continuar aberta em campanha solidária


Pilares do underground: Edmundo Correa e Andrea Diniz relembram a história do Matriz


Matriz Solidária” chega à 12ª edição num dos templos do rock alternativo


Festival Metalpunk Overkill traz a BH o grupo finlandês Força Macabra



O PROJETO 20 ANOS de MATRIZ


No ano em que a Matriz completa 20 anos o futuro de artistas, técnicos e dos espaços culturais é repensado devido à pandemia do covid-19. Esta campanha de financiamento coletivo pretende reunir 80 artistas da cidade, num festival virtual.


A realização do Projeto “20 Anos de Matriz” está marcada inicialmente para setembro e seguirá todas as orientações e protocolos da Organização Mundial da Saúde (OMS) e todas as medidas de segurança necessárias. Apresentará (via internet), durante 5 dias e mais de 100 horas de programação de música, performances, poesia, filmes/debates, duelo de Vogue, Hip Hop, exposição, dança e DJs. A programação será composta por artistas autorais de BH e região.


“Será democrático, com todos os nichos, como tudo que fazemos”, antecipa Edmundo Corrêa.


EDMUNDO CORREA, 40 ANOS DE PRODUÇÃO CULTURAL E FOMENTO CRIATIVO


Com 40 anos de atuação na cena cultural alternativa de Belo Horizonte, Edmundo Correa foi membro da Associação dos Cineclubistas de Minas, fez parte Associação Mineira das Escolas de Samba e Blocos Caricatos - AMESBEC, diretor por 3 gestões do Centro de Cultural Popular Primeiro de Maio.


Edmundo e Andrea. Foto: Fernando Prates


Ao longo desse tempo todo, geriu importantes espaços que revolucionaram o contexto artístico independente da cidade: Calabouço (Prêmio Rômulo Paes), juntamente com o irmão Marcos Corrêa, Butecário, com o poeta e músico Paulo Andrade e Matriz, com sua companheira Andrea Diniz. Este último recebeu o Diploma de Honra ao Mérito concedido pela Câmara Municipal de Belo Horizonte, em 18 de agosto de 2014.


Toninho Horta tocando nos 10 anos de Matriz. Foto: Edmundo Correa


Por estes 3 espaços se apresentaram, entre milhares de artistas brasileiros e estrangeiros, nomes relevantes como CPM22, Fresno, Chico César, Toninho Horta, Zeca Baleiro, Marku Ribas, Los Hermanos, Dead Fish, Marcelo D2, Cansei de Ser Sexy, Lô Borges, Paul DiAnno (ex-Iron Maiden), Força Macabra (Finlândia), Jards Macalé , Jorge Mautner, Tunai, Nelson Sargento, D. Zica, Walter Alfaiate, Cláudio Zoli, Zezé Mota, Tianastácia, Celso Adolfo, Djs Patife, Anderson Noise, Robinho, Nedu Lopes, os cartunistas Nilson e Son Salvador, o poeta nicaraguense Ernesto Cardenal e Lelo Silva da Cia Catibrum de Teatro. O cartunista Quinho, que criou uma das artes das recompensas, realizou 3 exposições ao longo dos anos, no Matriz.



Na celebração de 3 anos, 100 percussionistas se apresentaram. Foto: Edmundo Correa



Nos últimos anos, também foi responsável, junto com o jornalista Murilo Albernaz, pela gestão da Casa do Jornalista, espaço cultural localizado no Sindicato dos Jornalistas de MG.



Fazem 6 meses que a Casa Cultural Matriz se encontra fechada. Antes da chegada do Covid, estávamos otimistas com a nossa programação, fechada até outubro. Vários shows internacionais, 3 exposições, lançamentos de CDs e vídeos, festas de coletivos, shows locais autorais, entre outros eventos.


Reagimos bem, com apoio e reconhecimento de vcs, fizemos uma bela campanha de financiamento coletivo e conseguimos atingir a nossa meta antes da data prevista ( 30 de setembro) . Continuamos apreensivos, pois o governo que aí está, além de não ter nenhum plano de enfrentamento para a crise económica e sanitária, continua não dando apoio aos espaços culturais, produtores de eventos, artistas e profissionais da área.


Tentamos o Pronampe (programa para micros) para equilibrar o nosso fluxo de caixa e mesmo com a carta de crédito, liberada pela Receita Federal, nós não conseguimos. Mas com todas as dificuldades, estamos gerenciando a crise e nos preparando para os imprevistos.


Como dissemos anteriormente, o caminho é longo e árduo. Pedimos a todos que continuem conosco e adquiram as nossas lindas recompensas ( estão postadas na plataforma da campanha), isso nos ajudará a pagar a taxa de 12% (em torno de 5.800,00) da meta atingida, para a Evoé.


20 anos juntos,

Bjs e abraços.



CONTAS MATRIZ


A casa, por estar fechada há meses, esgotou seu caixa e agora conta com contas em atraso que somam o valor de R$4.500,00.


Além disso, o valor total de custos acumulados e previstos para o tempo de duração desta campanha é de R$29.900,00.


PRODUÇÃO DE RECOMPENSAS


O custo de produção de cada camisa das recompensas é de aproximadamente R$30,00.

O custo unitário dos adesivos é de aproximadamente R$2,00


Custos do evento de 20 anos

 

Aluguel de equipamentos de áudio e vídeo: R$1.500,00

Assessoria de imprensa: R$500,00

Compra de anúncios nas mídias socias: R$500,00

Técnico e roadie: R$1.000,00

Orientador de normas de saúde: R$600,00

Faxineira: R$480,00

Aluguel do espaço da Casa do Jornalista (2 dias): R$1.200,00

Transporte para músicos e equipe: R$2.400,00

>> Total: R$8.180,00


Extras

Compra de anúncios nas mídias sociais para esta campanha: R$350,00

Taxa Evoé: 12% do valor arrecadado

Atualizações


Apoiadores

655 pessoas já apoiaram esse projeto!

© 2019 Evoé Cultural. All rights reserved